TLAXCALA تلاكسكالا Τλαξκάλα Тлакскала la red internacional de traductores por la diversidad lingüística le réseau international des traducteurs pour la diversité linguistique the international network of translators for linguistic diversity الشبكة العالمية للمترجمين من اجل التنويع اللغوي das internationale Übersetzernetzwerk für sprachliche Vielfalt a rede internacional de tradutores pela diversidade linguística la rete internazionale di traduttori per la diversità linguistica la xarxa internacional dels traductors per a la diversitat lingüística översättarnas internationella nätverk för språklig mångfald شبکه بین المللی مترجمین خواهان حفظ تنوع گویش το διεθνής δίκτυο των μεταφραστών για τη γλωσσική ποικιλία международная сеть переводчиков языкового разнообразия Aẓeḍḍa n yemsuqqlen i lmend n uṭṭuqqet n yilsawen dilsel çeşitlilik için uluslararası çevirmen ağı

 15/11/2018 Tlaxcala, the international network of translators for linguistic diversity Tlaxcala's Manifesto  
English  
 UNIVERSAL ISSUES 
UNIVERSAL ISSUES / O imperialismo do capital financeiro e as “guerras comerciais”
Date of publication at Tlaxcala: 01/09/2018
Original: The imperialism of finance capital and ‘trade wars’
Translations available: Français 

O imperialismo do capital financeiro e as “guerras comerciais”

Tricontinental

 

Donald Trump é um líder mundial temperamental. Ele parece desdenhar da  velha  ordem,  os  mecanismos  de  globalização estabelecidos com grande cuidado pelo bloco imperialista após a queda da URSS e do Terceiro Mundo. Em seu segundo dia no cargo, Trump assinou uma ordem executiva para renegociar o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta) e eliminar a  Parceria  Trans-Pacífico  (TPP).  Ele seguiu  com  as tarifas  sobre  as  principais  commodities  que  impactariam  a União Européia e a China, além do Canadá e do México.

Os Estados Unidos possuem déficits comerciais muito grandes. O déficit comercial dos EUA em bens e serviços para 2017 foi de US$ 566 bilhões (o déficit comercial em bens foi de US$ 810 bilhões). O maior déficit comercial é com a China – US$ 375 bilhões. Trump disse que quer reduzir esses déficits por meio de várias medidas protecionistas – tarifas sobre o aço e o alumínio e sobre tantos outros produtos chineses.

Trump  prometeu  “fazer  da  América  grande  novamente”.  O slogan definiu sua campanha e sua presidência. Sua arrogância era frequentemente perdoada por causa do sentimento ligado a esse slogan – isso inspirava uma esperança de que as políticas de Trump protegessem a economia dos EUA e garantissem que o padrão de vida declinante dos estadunidenses fosse revertido. Dois anos depois de sua presidência, há pouca evidência de qualquer melhoria. A desigualdade continua a definir o cenário econômico estadunidense – os CEOs, segundo novos dados do governo, podem chegar a ganhar mil vezes mais do que seus empregados. O CEO da Amazon, Jeff Bezos, fatura US$ 127 bilhões,  o  equivalente  a  2,3  milhões  de  estadunidenses  (ele ganha o salário médio dos trabalhadores da Amazon a cada nove segundos). É impossível sugerir que a alta desigualdade deve ser o caráter de uma América grande. Chapéus vermelhos com esse slogan são fáceis de produzir, mas é uma pílula amarga se eles forem executados – como costumam acontecer – em Bangladesh, na China e no Vietnã.

No    Instituto    Tricontinental    de    Pesquisa    Social,    nos perguntamos   sobre   a   natureza   essencial   dessas   “guerras comerciais”   que   surgiram   entre   os   principais   aliados.   A especificidade  nem  sempre  é  aparente  nas  discussões  sobre tarifas.  Nós  nos  voltamos  para  Prabhat  Patnaik,  professor emérito  do  Centro  de  Estudos  Econômicos  e  Planejamento da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Jawaharlal Nehru (JNU) em Nova Delhi (Índia), para nos ajudar. O Prof. Patnaik é um dos principais economistas marxistas de nossos tempos.  Ele  é  autor  de  vários  livros  importantes,  incluindo Time, Inflation and Growth (1988), Economics and Egalitarianism (1990), Whatever Happened to Imperialism And Other Essays (1995), Accumulation and Stability Under Capitalism (1997), The Retreat to Unfreedom (2003), The Value of Money (2008), Re-Envisioning Socialism (2011) e (com Utsa Patnaik) A Theory of Imperialism (2016).  Professor  Patnaik  foi  vice-presidente  do  Conselho de Planejamento de Kerala (2006-2011) e é o editor do Social Scientist. Ele é um colaborador regular da People’s Democracy.

A entrevista que realizamos com ele completa esse dossiê.

Baixe o PDF



Jacky Muniello: Soy Migrante

 





Courtesy of Instituto Tricontinental de Pesquisa Social
Source: https://www.thetricontinental.org/the-imperialism-of-finance-capital-and-trade-wars/
Publication date of original article: 07/08/2018
URL of this page : http://www.tlaxcala-int.org/article.asp?reference=23931

 

Tags: ImperialismoCapital financeiroTrump vs o MundoPrabhat Patnaik
 

 
Print this page
Print this page
Send this page
Send this page


 All Tlaxcala pages are protected under Copyleft.