We are humans, and not machines, hence our right to vacations. We’ll be back on Sept. 1!

 15/08/2018 Tlaxcala, the international network of translators for linguistic diversity Tlaxcala's Manifesto  
English  
 UNIVERSAL ISSUES 
UNIVERSAL ISSUES / Trump, OTAN e a 'agressão russa'
Date of publication at Tlaxcala: 17/07/2018
Original: Trump, NATO and ‘Russian aggression’
Translations available: Français 

Trump, OTAN e a 'agressão russa'

Pepe Escobar Пепе Эскобар

Translated by  Coletivo de tradutores Vila Vudu

 

A guerra-relâmpago [orig. blitzkrieg] que o presidente dos EUA faz na reunião de cúpula em Bruxelas, ao dizer que a OTAN é obsoleta e que os estados-membros tratem de gastar mais e se autodefender, está correta.

 
A histeria está no auge. Depois da cúpula da OTAN em Bruxelas, a definitiva Decadência do Ocidente é favas contadas, enquanto o presidente Trump prepara-se para se reunir com o presidente Putin em Helsinki.
 
O próprio Trump estipulou que conversará com Putin com portas fechadas, cara a cara, sem assessores e, em teoria, com sinceridade, depois do que a reunião preparatória entre o secretário de Estado Mike Pompeo e o ministro de Relações Exteriores da Rússia Sergey Lavrov foi cancelada. A reunião acontecerá no Palácio Presidencial em Helsinki, construção do início do século 19 e ex-residência de imperadores russos.
 
Como preâmbulo para Helsinki, a espetacular guerra relâmpago de Trump contra a OTAN foi espetáculo que os séculos reverenciarão; sortimento variado de "líderes" em Bruxelas nem viram o trem que os atropelou. Trump sequer se deu o trabalho de chegar com pontualidade às sessões matinais que discutiram o possível ingresso de Ucrânia e Geórgia. Diplomatas confirmaram para Asia Times que, depois da tirada certeira do "paguem, senão...", Ucrânia e Geórgia foram mandadas para fora da sala, porque a questão a ser discutida passava a ser questão estritamente interna da OTAN.
 
Antes da reunião, os eurocratas refestelaram-se carpindo interminavelmente a retomada do "iliberalismo", de Viktor Orban na Hungria, ao Sultão Erdogan na Turquia, além de elaborarem o luto da "destruição da unidade europeia" (sim, sim, tudo culpa de Putin). Não Trump, que atropelou tudo isso. O presidente dos EUA vê União Europeia e OTAN como convergentes, e a União Europeia como rival, como a China, só que muito mais fraca. Quanto ao "acordo" de EUA e OTAN, como o NAFTA, é mau negócio.
 




Courtesy of Blog do Alok
Source: http://www.atimes.com/article/trump-nato-and-russian-aggression/
Publication date of original article: 13/07/2018
URL of this page : http://www.tlaxcala-int.org/article.asp?reference=23799

 

Tags: TrumpOTANEuropaRússia
 

 
Print this page
Print this page
Send this page
Send this page


 All Tlaxcala pages are protected under Copyleft.