TLAXCALA تلاكسكالا Τλαξκάλα Тлакскала la red internacional de traductores por la diversidad lingüística le réseau international des traducteurs pour la diversité linguistique the international network of translators for linguistic diversity الشبكة العالمية للمترجمين من اجل التنويع اللغوي das internationale Übersetzernetzwerk für sprachliche Vielfalt a rede internacional de tradutores pela diversidade linguística la rete internazionale di traduttori per la diversità linguistica la xarxa internacional dels traductors per a la diversitat lingüística översättarnas internationella nätverk för språklig mångfald شبکه بین المللی مترجمین خواهان حفظ تنوع گویش το διεθνής δίκτυο των μεταφραστών για τη γλωσσική ποικιλία международная сеть переводчиков языкового разнообразия Aẓeḍḍa n yemsuqqlen i lmend n uṭṭuqqet n yilsawen dilsel çeşitlilik için uluslararası çevirmen ağı la internacia reto de tradukistoj por la lingva diverso

 27/04/2017 Tlaxcala, the international network of translators for linguistic diversity Tlaxcala's Manifesto  
English  
 IMAGE AND SOUND 
IMAGE AND SOUND / Como os lobos mudam os rios: uma cascata trófica no Parque Nacional de Yellowstone
Date of publication at Tlaxcala: 24/11/2016
Original: How Wolves Change Rivers: A Trophic Cascade In Yellowstone National Park
Translations available: Français  Español  Italiano 

Como os lobos mudam os rios: uma cascata trófica no Parque Nacional de Yellowstone

George Monbiot

 

Uma das descobertas científicas mais emocionantes da metade do século passado foi a descoberta das cascatas tróficas alargadas. A cascata trófica é um processo ecológico que começa no topo da cadeia alimentar e desde toda a cadeia até à base. E o exemplo clássico é o que aconteceu n o Parque Nacional de Yellowstone nos Estados Unidos, quando os lobos foram reintroduzidos em 1995.

Hoje, todos sabemos que os lobos matam várias espécies de animais, mas estamos um pouco menos conscientes que também dão vida a muitos outras. Antes dos lobos aparecerem - eles tinham estado ausente por 70 anos. O número de veados (porque não tinham nada para caçá-los) tinham aumentado bastante no Parque Yellowstone e apesar dos esforços dos seres humanos para controlá-los eles conseguiram reduzir a vegetação a quase nada. Eles simplesmente pastavam tudo.

Mas assim que os lobos chegaram, embora fossem poucos em número eles começaram a ter efeitos muito marcantes . Primeiro, é claro, eles mataram alguns veados, mas isso não foi a principal ação. Muito mais importante, eles mudaram radicalmente o comportamento dos veados. Os veados começaram a evitar certas partes do parque - os lugares onde podiam ser presa mais facilmente - particularmente os vales e desfiladeiros e imediatamente estes lugares começaram a regenerar-se. Em algumas áreas , a altura das árvores quintuplicou em apenas seis anos. Os lados desprotegidos dos vales rapidamente tornaram-se florestas de faias, salgueiros e choupos.

E assim que isso aconteceu, os pássaros começaram a regressar O número de pássaros e aves migratórias começou a aumentar muito. O número de castores começaram também a aumentar porque os castores gostam de comer as árvores. E os castores, como os lobos, são engenheiros do ecossistema . Eles criam nichos para outras espécies. E as barragens que construíram nos rios forneceram habitats para lontras, ratos-almiscarados e patos e peixes e répteis e anfíbios.

Os lobos mataram coiotes e em resultado disso, o número de coelhos e ratos começou a subir o que significou mais falcões mais doninhas mais raposas mais texugos Corvos e águias desceram para se alimentar nas carcaças que os lobos deixaram. Ursos alimentam-se também delas. E a sua população começou a subir em parte também porque havia mais bagas a crescerem sobre os arbustos em regeneração . E os ursos reforçaram o impacto dos lobos matando alguns dos bezerros de veados . Mas aqui é onde fica realmente interessante.

Os lobos alteraram o comportamento dos rios. Eles começaram a serpentear menos. Havia menos erosão . Os canais afilaram. Formaram-se mais lagunas. Mais segmentos com rápidos. Todos foram ótimos para os habitats de vida selvagem. Os rios mudaram em resposta aos lobos. E a razão era que as florestas em regeneração estabilizaram as margens evitando o seu colapso com menos frequência.

Assim, os rios se tornaram mais permanentes no seu curso. Da mesma forma, afastando os veado de alguns lugares, e recuperando a vegetação nos lados dos vales, havia menos erosão do solo , pois o vegetação estabilizava o solo.

Assim, os lobos, em número reduzido, transformaram não apenas o ecossistema do Parque Nacional do Yellowstone - esta enorme área de terra ... mas também, a sua geografia fisica.





Courtesy of Sustainable Human
Source: https://www.youtube.com/watch?v=ysa5OBhXz-Q
Publication date of original article: 13/02/2014
URL of this page : http://www.tlaxcala-int.org/article.asp?reference=19356

 

Tags: Cascatas tróficasLobosParque Nacional de YellowstoneEUA
 

 
Print this page
Print this page
Send this page
Send this page


 All Tlaxcala pages are protected under Copyleft.