TLAXCALA تلاكسكالا Τλαξκάλα Тлакскала la red internacional de traductores por la diversidad lingüística le réseau international des traducteurs pour la diversité linguistique the international network of translators for linguistic diversity الشبكة العالمية للمترجمين من اجل التنويع اللغوي das internationale Übersetzernetzwerk für sprachliche Vielfalt a rede internacional de tradutores pela diversidade linguística la rete internazionale di traduttori per la diversità linguistica la xarxa internacional dels traductors per a la diversitat lingüística översättarnas internationella nätverk för språklig mångfald شبکه بین المللی مترجمین خواهان حفظ تنوع گویش το διεθνής δίκτυο των μεταφραστών για τη γλωσσική ποικιλία международная сеть переводчиков языкового разнообразия Aẓeḍḍa n yemsuqqlen i lmend n uṭṭuqqet n yilsawen dilsel çeşitlilik için uluslararası çevirmen ağı la internacia reto de tradukistoj por la lingva diverso

 22/09/2017 Tlaxcala, the international network of translators for linguistic diversity Tlaxcala's Manifesto  
English  
 EUROPE 
EUROPE / Grécia: o comité de auditoria da dívida não se rende!
Date of publication at Tlaxcala: 21/11/2016
Original: Grèce : le Comité d’audit de la dette ne rend pas les armes !
Translations available: English 

Grécia: o comité de auditoria da dívida não se rende!

Anouk Renaud

Translated by  Rui Viana Pereira

 

O Comité para a Verdade sobre a Dívida Pública Grega, criado em Abril de 2015 por iniciativa da presidente do parlamento grego, voltou a reunir-se em Atenas, nos dias 5, 6 e 7 de Novembro, para prosseguir os seus trabalhos. A sessão de abertura, no dia 5, sábado à noite, reuniu mais de 250 pessoas numa sala apinhada de gente! A mensagem dos membros do Comité que tomaram a palavra |1| foi unânime e não podia ser mais clara: o trabalho de auditoria da dívida grega continuará, custe o que custar.

A auditoria da dívida está mais viva que nunca

Zoé Konstantopolou começou por recordar a génese do comité. Apesar da falta de apoio das autoridades governamentais e dos ataques mediáticos por vezes violentos contra alguns dos seus membros, o Comité para a Verdade sobre a Dívida Grega conseguiu publicar em Junho de 2015 um primeiro relatório, no qual demonstra que a dívida grega à Troika é ilegal, ilegítima, odiosa e insustentável. |2| Em fins de Setembro de 2015, o Comité publicou uma segunda análise, mostrando que as novas dívidas, no montante de 86 mil milhões de euros, que acompanham o 3º Memorando são também elas ilegais, odiosas, ilegítimas e insustentáveis. |3| Nessa data o Comité anunciou que prosseguiria os seus trabalhos, apesar da capitulação do governo «Syriza I» e das pressões sofridas. De facto, ao entrar em funções, o novo presidente da Vouli (o Parlamento helénico) anunciou o fim «oficial» da comissão e apagou todos os vestígios da sua existência no sítio Internet do Parlamento. O governo invadiu os escritórios da comissão, mudou as fechaduras e confiscou os arquivos … ficou claro que as verdades que a auditoria da dívida grega desvendou não convêm a toda a gente … Embora o Governo grego afirme que leva a peito a questão da dívida pública, esta continua a ser paga. Actualmente o Governo já nem sequer fala de redução do montante da dívida. Ao submeter-se totalmente aos credores, espera poder alcançar um reescalonamento da dívida … em 2018!

Apesar desta tentativa de enterrar o Comité, os seus membros decidiram em Março de 2016, numa reunião realizada em Bruxelas, dar continuidade aos seus trabalhos, agora sob a forma de associação. Ao tentarem eliminá-lo, as autoridades apenas conseguiram espicaçar a determinação do Comité: «Não deixaremos de investigar todos os dados, de interrogar todas as pessoas, de abrir todos os envelopes», concluiu Zoé Konstantopolou.

«Dêem-nos energia!»

Esta vitalidade reafirmada do Comité não vem apenas dos seus membros, daqueles que analisaram a dívida pública grega, dos que publicaram os seus resultados; vem também da sociedade, das pessoas, dos cidadãos. A peça de teatro representada por um grupo de actores gregos como introdução à sessão trouxe um poderoso toque poético, musical e dinâmico à auditoria da dívida, que tem como um dos seus objectivos dar a conhecer as suas conclusões no seio da sociedade grega. A tarefa de divulgação dos resultados da auditoria foi de resto sublinhada por vários membros do Comité nesta primeira sessão. A eurodeputada Sofia Sakorafa, que faz parte do Comité, recorda que a difusão das conclusões da auditoria não é apenas uma operação de comunicação, mas também uma iniciativa política para combater a estratégia do TINA (there is no alternative), reforçada pelo golpe de rins do governo «Tsipras I».

O Comité para a Verdade sobre a Dívida Grega produziu preciosos instrumentos de resistência. Eles estão à disposição de todos nós para serem usados e difundidos, a fim de forçar os dirigentes a ter a coragem de adoptar soluções de força, de desobedecer e recusar o pagamento da dívida. Como sublinhou Éric Toussaint, coordenador científico dos trabalhos, «se o Governo não optar por uma viragem radical, o povo deve substituir esses dirigentes». Uma coisa é certa: o Comité continuará a batalha, mas não poderá ganhá-la sozinho.

Os trabalhos do Comité prosseguiram no dia seguinte. No seu programa: o sistema bancário grego, a questão do sistema de segurança social e em particular das pensões de reforma, a falsificação das estatísticas da dívida pública pelo Elstat, mas também as dívidas privadas num contexto onde as hipotecas das habitações se generalizam.

Notas

|1| Durante a sessão usaram da palavra: Zoé Konstantopolou, Sofia Sakorafa, Eric Toussaint, Yiorgos Kasimatis e Léonidas Vatikiotis.

|2| http://www.cadtm.org/Rapport-preliminaire-de-la

|3| http://www.cadtm.org/Analyse-de-la-legalite-du





Courtesy of CADTM
Source: http://www.cadtm.org/Grece-le-Comite-d-audit-de-la
Publication date of original article: 08/11/2016
URL of this page : http://www.tlaxcala-int.org/article.asp?reference=19325

 

Tags: Comité auditoria da dívidaDívida odiosaGréciaEuroditaduraBankstersZoe Konstantopoulou
 

 
Print this page
Print this page
Send this page
Send this page


 All Tlaxcala pages are protected under Copyleft.